quarta-feira, 19 de junho de 2019

Contos Espirituais da Índia - Ramiro Calle

Um ladrão estava muito compenetrado, com toda a sua energia canalizada numa fechadura, alheio a qualquer outra coisa. Um homem puro ficou a contemplar o ladrão, observando que este se encontrava num estado invejável de concentração.
– Amigo ladrão – disse o homem puro –, gostaria que fosses meu mestre.
– Teu mestre? – respondeu verdadeiramente perplexo o ladrão. – De que posso eu, um miserável ladrão insignificante, ser mestre?
– Da concentração. Nomeio-te meu mestre. Em troca serei teu mestre.
– De quê?
– Da pureza. Se ambos conseguirmos adquirir estas duas joias, a pureza e a concentração, o que poderemos temer? 

Ramiro Calle apresenta-nos contos que foi ouvindo de diversos mestres e que reuniu ao longo de dezenas de viagens à Índia. 

São narrativas encantadoras e subtis que podem ser lidas e apreciadas, tanto por crianças como por adultos, e que, tocam diretamente a mente e o coração de quem as lê.

 Ramiro Calle


Sem comentários:

Enviar um comentário

SUGESTÃO

Inferno de Dan Brown

Um Mar Sem Estrelas - Erin Morgenstern

Muito abaixo da superfície da Terra, na margem do Mar Sem Estrelas, existem inúmeros túneis e recintos cheios de histórias. As entradas que...