quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

O Diário de um Banana 1: Edição Especial Toque do Queijo - Jeff Kinney


Edição especial de colecionador, obrigatória para os fãs e novos leitores do 1.º volume da coleção juvenil mais lida de sempre.

Regressa aos momentos favoritos do livro que apresentou o Greg Heffley ao mundo, e diverte-te como nunca! 

Mas antes de abrires o primeiro diário desta série notável e hilariante, é melhor fazeres figas — não vais querer apanhar o toque do queijo, pois não?

A Edição Especial Toque do Queijo é uma versão colecionável, com um design arrojado e nunca visto na série. Um must-have para qualquer mega-fã e uma edição apelativa para cativar novos leitores.

 Diário de um banana


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Uma Família Inglesa - Júlio Dinis

Num baile, Carlos Whitestone conhece uma misteriosa rapariga mascarada de dominó. O boémio inglês enamora-se. Quem seria? É Cecília Quintino, filha de um guarda-livros. Também ela se enamorou. Mas os problemas surgem. Será possível ultrapassar as diferenças sociais? E a vida estouvada de Carlos? Conseguirá ele regenerar-se e mostrar-se digno do amor de Cecília?
Importa relembrar: a obra de Júlio Dinis é admirável – prosa inovadora, intimista e delicada; personagens marcantes. Camilo disse sobre ela: «Aquilo é rebate de entroixar eu a minha papelada e desempeçar a estrada à nova geração.»
Mas interessa hoje esta história? Sim! Quem barra o amor de Cecília e Carlos? A mesquinhez, a má-língua, a intriga. É a coscuvilhice, oprimindo-os com o medo do julgamento. Esse medo e essa coscuvilhice continuam a existir: urge derrotá-los. Uma Família Inglesa é, pois, um manifesto pela liberdade. Eis a hora de o reler.

 Uma família Inglesa


terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Portugal e o Segredo de Colombo - Manuel da Silva Rosa


No ano de 1444, perto da região onde outrora se erguera Constantinopla, um monarca cristão decidiu quebrar a sua trégua com os muçulmanos e conduzir os seus homens para o campo de batalha. O destino, porém, faz com que o seu exército seja dizimado, os mais fiéis companheiros sejam encontrados mortos e que este desapareça sem deixar rasto. Anos depois, na ilha da Madeira, mais de 3000 quilómetros a oeste, um misterioso cavaleiro de Santa Catarina do Monte Sinai casa-se com uma dama da elite portuguesa. . . e tem um filho. Essa criança ficaria para a história com um nome que é hoje conhecido em todo o mundo: Cristóvão Colombo.

UMA CONSPIRAÇÃO REAL QUE VAI MUDAR O RUMO DA HISTÓRIA
A vida de Colombo foi envolta num imenso mistério construído com o propósito de manter o mundo geral às escuras sobre a sua identidade, com exceção de uns poucos escolhidos, que sabiam da verdade. Aclamado herói nos seus dias, foi agraciado com fama e glória de tal forma, que poucos seres humanos o conseguiram suplantar. Mas quem era o homem ao qual chamamos Colombo e o que fazia em Castela?

UM DOS MAIORES SEGREDOS DA EXPANSÃO MARÍTIMA PORTUGUESA
Demorou 500 anos a construir uma mentira e duas décadas de investigação a desmascará-la. O «descobridor da América» pode bem ter sido o melhor agente duplo da História, porque conseguiu manter o seu segredo durante mais de cinco séculos. Na verdade, o homem que conhecemos como Cristóvão Colombo partiu de Portugal para Espanha, numa missão secreta ao serviço do rei D. João II, com o objetivo de enganar os Reis Católicos e proteger o monopólio do comércio marítimo português. 

Numa época tão épica e aventureira como a da expansão marítima, este é um verdadeiro jogo de espiões, manobras ocultas, conspirações, intrigas, traições, assassínios, fraudes, mentiras e enganos, perpetrado pelo génio de D. João II para tornar Portugal o primeiro império global.

 Colombo


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

O Navegador - Clive Cussler e Paul Kemprecos

A equipa NUMA está de volta com uma aventura surpreendente através do tempo e do espaço que poderá transformar o mundo para sempre.

Há alguns anos, uma antiga estátua fenícia conhecida como O Navegador foi roubada do Museu de Bagdad, e agora há homens dispostos a tudo para lhe deitarem as mãos. A primeira vítima é um negociante de antiguidades, assassinado a sangue-frio. Não fosse a ajuda atempada de Austin e Zavala, e a segunda vítima, um investigador da ONU, estaria num túmulo aquático. 

Austin questiona-se o que tem de tão especial aquela estátua. A busca por respostas vai levar a equipa NUMA numa odisseia surpreendente através do tempo e do espaço, que envolve os tesouros perdidos do rei Salomão, um misterioso pacote de documentos codificado pessoalmente por Thomas Jefferson e um projeto científico secreto que poderá transformar o mundo para sempre. E isso antes de as surpresas começarem…

 O navegador


domingo, 24 de fevereiro de 2019

Football Leaks - Rafael Bushmann e Michael Wulzinger


Um anónimo apaixonado por futebol.

18,6 milhões de documentos confidenciais.

Durante sete meses, seis jornalistas e repórteres de imagem trabalharam em conjunto com especialistas informáticos e advogados para darem ao mundo um olhar sem precedente sobre os meandros da indústria do futebol.

Um livro explosivo, chocante sobre os negócios clandestinos nos bastidores do futebol mundial.

 Football Leaks


sábado, 23 de fevereiro de 2019

Plasticus Maritimus - Ana Pêgo e Isabel Minhós Martins, Ilustração de Bernardo P. Carvalho

Quando era pequena, a bióloga Ana Pêgo não brincava no quintal, mas quase sempre na praia. Fazia passeios, observava as poças de maré e colecionava fósseis. À medida que foi crescendo, apercebeu-se, porém, de que uma nova espécie invasora se tornava cada vez mais comum na areia: o plástico. 

Para melhor alertar para as suas consequências na vida do planeta, Ana decidiu colecionar e dar um nome a esta espécie. Chamou-lhe Plasticus Maritimus, e desde então nunca mais lhe deu tréguas, iniciando um projeto de sensibilização para um uso mais sensato dos plásticos. 

Inspirado neste projeto, este livro contém informação sobre a relação entre o plástico e os oceanos. Inclui também um guia para preparar idas à praia, com o objetivo de colecionar e analisar exemplares desta espécie. Objetivo: motivar para a mudança. O Plasticus maritimus merece ter os dias contados! 

A cada hora que passa, mil toneladas de plástico vão parar aos oceanos. O equivalente a um camião cheio de plástico, por minuto! 
Já é tempo de fazermos alguma coisa.

 Plasticus Maritimus


sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Os Cinco Pilares da Pide - Irene Flunser Pimentel


A prestigiada historiadora Irene Flunser Pimentel apresenta-nos um retrato rigoroso de cinco das principais figuras que marcaram a PIDE/DGS pelas suas actividades, atitudes e tomadas de decisão: Barbieri Cardoso, Álvaro Pereira de Carvalho, José Barreto Sacchetti, Casimiro Monteiro e António Rosa Casaco.


 PIDE


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Vox - Christina Dalcher


Estados Unidos da América. Um país orgulhoso de ser a pátria da liberdade e que faz disso bandeira. É por isso que tantas mulheres, como a Dra. Jean McClellan, nunca acreditaram que essas liberdades lhes pudessem ser retiradas. Nem as palavras dos políticos nem os avisos dos críticos as preparavam para isso. Pensavam: «Não. Isso aqui não pode acontecer.»

Mas aconteceu. Os americanos foram às urnas e escolheram um demagogo. Um homem que, à frente do governo, decretou que as mulheres não podem dizer mais do que 100 palavras por dia. Até as crianças. Até a filha de Jean, Sonia. Cada palavra a mais é recompensada com um choque elétrico, cortesia de uma pulseira obrigatória.

E isto é apenas o início.

 Vox


quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Sem Filtro - Bruno de Carvalho e Luis Aguilar


Bruno de Carvalho é uma das figuras incontornáveis dos anos recentes do desporto e do futebol em Portugal: entrou como um furacão, desafiando o statu quo; conseguiu o impensável, como contratar o treinador do campeão em título; devolveu esperança aos sócios e adeptos do Sporting - e chegou até a ter uma votação superior a 90%. Mas, pouco tempo depois, em meses, passou do céu ao inferno, tendo sido destituído e suspenso da condição de sócio do seu clube de sempre. 

Ao longo dos cinco anos e meio que esteve à frente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho foi tido sempre como um homem frontal, determinado e controverso. Mas nunca revelou nada do que conta neste livro. Sem Filtro revela, pela primeira vez, as histórias de bastidores de uma era recheada de episódios - uns difíceis, outros caricatos - com treinadores (como Jorge Jesus e Marco Silva), com jogadores (como Rui Patrício e William Carvalho), com empresários (como Jorge Mendes e Nélio Lucas), com a banca (nomeadamente BES e Millennium BCP), com figuras históricas do Sporting (como José Maria Ricciardi e os elementos do Grupo Stromp), sem esquecer o ataque à equipa na Academia de Alcochete e a gestão das direções e administrações anteriores.

Sem Filtro é um livro fundamental para conhecer o Sporting Clube de Portugal e o futebol português - e, claro, um dos seus protagonistas mais carismáticos. 

«Está na hora de todos saberem o que se passou durante os cinco anos e meio em que fui presidente do Sporting Clube de Portugal. Este é um livro que revela muitos episódios inéditos sobre esse período da minha vida. Sem filtro, como o próprio título indica. Lembro aqueles que me acompanharam neste trajeto, mas também todos os outros que fizeram oposição interna e não descansaram enquanto não nos viram fora do clube. Esta é uma história sobre todos eles. E sobre jogadores. E sobre treinadores. Sobre os rivais e os bastidores, nada bonitos, do futebol português. E sobre os ataques à Academia. Uma história com muitas traições e deslealdades. Mas também com muito amor. O meu amor pelo Sporting.»
Da introdução de Bruno de Carvalho

 Sem filtro


terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Instruções para Atravessar o Deserto - Juan Vicente Piqueras

Sobre o trabalho poético de Juan Vicente Piqueras escreveu Jesús Bregante, autor do Diccionario de Literatura Española: «Alheio a modas, etiquetas e correntes literárias, é um dos poetas mais originais e interessantes do panorama literário espanhol. Os seus versos são de uma riqueza expressiva extraordinária, com uma delicada destreza na criação de imagens.» Instruções para Atravessar o Deserto é uma antologia preparada em diálogo com o autor e constitui a primeira tradução da sua poesia para português. Edição bilingue.

COPOS DE SEDE

Se duvidas da tua sede, se não te atreves 
a perguntar-lhe ou a dar-lhe um nome, 
se só sabes que procuras uma água 
que a sacie e não encontras senão poços, 
e neles ecos que te chamam, bebe. 

Se a sede ao beber desaparece 
é porque era só sede. Continua a procurar. 

Mas se cresce em ti quando a sacias, 
se queres não deixar de ter sede 
e sim continuar a beber dia e noite 
copos de sede, não duvides: 
podes chamar-lhe amor, continuar sofrendo, 
e saber que não existe quem te guie.

 Juan Vivente Piqueras


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

O Homem das Castanhas - Søren Sveistrup

Uma tempestuosa manhã de Outubro. Num tranquilo subúrbio de Copenhaga, a Polícia faz uma descoberta terrível. No recreio de um colégio, uma jovem é encontrada brutalmente assassinada, e falta-lhe uma das mãos. Pendurado por cima dela, um pequeno boneco feito com castanhas.

A jovem e ambiciosa detective Naia Thulin é designada para desvendar o caso. Com o seu colega Mark Hess, um investigador que acabou de ser expulso da Europol, descobrem uma misteriosa prova sobre «o homem das castanhas», nome com que os media baptizaram o assassino. Existem evidências que o ligam a uma menina que desapareceu um ano antes e foi dada como morta: a filha da ministra Rosa Hartung.

Mas o homem que confessou o assassínio da menina, um jovem que sofre de uma doença mental, já está atrás das grades e o caso há muito tempo fechado. Quando uma segunda mulher é encontrada morta e, junto dela, mais um boneco de castanhas, Thulin e Hess suspeitam de que possa haver uma ligação entre o caso Hartung e as mulheres assassinadas.

Mas qual é a relação entre as duas mortes? Thulin e Hess entram numa corrida contra o tempo. O assassino tem uma missão e está longe de a terminar.

 O homem das castanhas


domingo, 17 de fevereiro de 2019

Corações Quebrados - Sofia Silva


Uma relação maior que um oceano. Entre as dores da perda e a incapacidade de seguir em frente, Emília vive os seus dias numa clínica. Está estagnada. É nesse inferno pessoal que ela conhecerá Diogo, alguém que também foi vítima de uma tragédia. 

Será que é possível dois corações quebrados encontrarem a felicidade? 
Numa sociedade onde a aparência continua a valer mais do que a essência, é difícil continuar a jornada da vida quando tudo nos é arrancado. Passamos os dias a olhar para a capa das pessoas. Julgamos, sem compreender que nunca conheceremos totalmente uma história sem ler cada página. Sem compreender o seu início, meio e fim. Duas pessoas fisicamente distantes. Dois corações quebrados pela vida. Dois sotaques que se misturam entre a dor, o riso e o amor. 

Olhem para a capa de cada pessoa, mas virem a primeira página.

 Sofia Silva


sábado, 16 de fevereiro de 2019

A Cor do Hibisco - Chimamanda Ngozi Adichie

Os limites do mundo da jovem Kambili são definidos pelos muros da luxuosa propriedade da família e pelas regras de um pai repressivo. O dia-a-dia é regulado por horários: rezar, dormir, estudar e rezar ainda mais. A sua vida é privilegiada mas o ambiente familiar é tenso. O pai tem expectativas irreais para a mulher e os filhos, e pune-os severamente quando se mostram menos que perfeitos.

Quando um golpe militar ameaça fazer desmoronar a Nigéria, o pai de Kambili envia-a, juntamente com o irmão, para casa da tia. É aí, nessa casa cheia de energia e riso, que ela descobre todo um novo mundo onde os livros não são proibidos, os aromas a caril e noz-moscada impregnam o ar, e a alegria dos primos ecoa.

Esta visita vai despertá-la para a vida e para o amor e acabar de vez com o silêncio sufocante que a amordaçava. Mas a sua desobediência vai ter consequências inesperadas.

  Uma obra sobre liberdade, amor e ódio, e a linha ténue que separa a infância da idade adulta, que marcou a estreia de uma escritora extraordinária.

 A cor do hibisco


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Os Rapazes na Gruta - Matt Gutman


No dia 23 de junho de 2018, doze jovens elementos da equipa de futebol tailandesa Wild Boars e o seu treinador, de 24 anos, desapareceram na gruta Tham Luang, no Norte da Tailândia. Encurralados por causa das chuvas das monções, os rapazes sobreviveram na escuridão durante 10 dias, até serem encontrados por dois mergulhadores britânicos que atravessaram 1,5 quilómetros de túneis apertados e submersos pela água. 

Milhões de pessoas em todo o mundo seguiram, com expetativa, a missão dos socorristas internacionais de elite, que lutavam contra o tempo, arriscando a própria vida, para evacuar os rapazes. O correspondente-chefe da ABC News, Matt Gutman, revela os bastidores secretos desta notável missão de resgate que uniu o mundo com um sentimento de esperança. 

Jornalista veterano, que acompanhou esta história no local, Gutman descreve a viagem inicial dos rapazes para a gruta, a busca furiosa para encontrar a equipa, os quase afogamentos nos túneis, a morte trágica de um navy seal tailandês e a missão de resgate que salvou os rapazes e o treinador. 

Através de dezenas de entrevistas, examina a missão sem precedentes, que exigiu métodos arriscados, nunca testados antes - a única hipótese que os rapazes tinham de sobreviver. Dos socorristas civis, australianos e britânicos, à equipa de Operações Especiais da Força Aérea dos EUA, são revelados todos os heróis desconhecidos que, trabalhando em conjunto naquela que foi uma demonstração rara de cooperação internacional, convergiram para a gruta, no Triângulo Dourado da Tailândia, para levarem a cabo uma das mais audazes missões de resgate alguma vez tentada. 

Gutman também retrata a forma como os rapazes viveram na gruta tantos dias, apoiando-se na sua inteligência e na amizade entre os membros da equipa e com o treinador, de forma a garantir a sua sobrevivência. 

Uma história com um final feliz, nunca contada, sobre o trabalho de equipa, a coragem e a esperança que desafia todas as improbabilidades.

 Matt Gutman


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Os Pecados do Corpo - Izabel de Paula

Os Pecados do Corpo não é um livro de dietas ou de soluções milagrosas. É um guia de beleza com dicas e respostas simples para enfrentar os principais pecados do corpo feminino:

• gordura
• celulite
• flacidez
• barriga proeminente
• retenção de líquidos

E porque este livro foi pensado para nunca mais precisar de outro sobre beleza feminina, a autora rege-se pelo equilíbrio saudável do corpo, explica o papel fundamental da massagem e não esquece a importância de estabilizar o peso ao longo da vida. Afinal, não bastam soluções simples, são necessárias soluções duradouras.

Informativo e intuitivo, incluindo até receitas para regular o peso, Os Pecados do Corpo partilha os segredos de muitos anos de trabalho de uma especialista em corpos sem pecado que é uma referência da beleza feminina em Portugal e no Brasil.

 Os pecados do corpo


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Para que serve a filosofia? - Mary Midgley

Porque devemos interessar-nos por filosofia? Será a filosofia um estudo pormenorizado como a metalurgia? Ou será parecida com a história, a literatura ou a religião: um saber que visa o bem pessoal e exerce influência na nossa vida? 

Mary Midgley, uma das mais importantes filósofas do século XX, procura uma resposta para estas questões importantes naquela que é a exposição mais completa das múltiplas formas assumidas pelas ansiedades e confusões intelectuais presentes e da maneira como podemos lidar com elas. Dela resulta uma defesa firme, mas não sectária, da filosofia e da vida da mente.

Esta defesa é posicionada sabiamente no contexto dos debates contemporâneos sobre ciência, religião e filosofia. Confrontados com a vertiginosa evolução científica e tecnológica, podemos interrogar-nos se continuamos a precisar da filosofia para nos ajudar a refletir nas grandes questões do significado, conhecimento e valor? A resposta é: a filosofia continua a ser absolutamente necessária.

 Filosofia


terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

A Guerra dos Mundos - H. G. Wells

O romance A Guerra dos Mundos foi originalmente publicado em folhetim em 1897, em Inglaterra e nos EUA, e só no ano seguinte teve a sua primeira versão em livro. Em 1906 foi feita a extraordinária edição belga com as ilustrações do pintor pré-modernista brasileiro Henrique Alvim Corrêa, que aparecem agora nesta edição portuguesa.

A Guerra dos Mundos tornou-se um marco da literatura de ficção científica, uma das primeiras histórias que narra o choque do Homem com habitantes de outro planeta. Foi adaptado várias vezes para cinema e dramatizadoara para a rádio em 1938 por Orson Welles.

 A guerra dos mundos


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

O Teu Olhar Ilumina o Mundo - Susanna Tamaro


«Os anos da nossa amizade foram para mim os anos da grande liberdade. A liberdade de ser tal como sou», escreve Susanna Tamaro a Pierluigi Cappello, o poeta desaparecido em 2017, procurando ser fiel a uma promessa que ambos fizeram antes de a doença os separar: a promessa de escreverem um livro em conjunto. 

Assim surgiu este livro delicado, profundo e comovente que recupera os anos breves e intensos da amizade entre os dois. Uma amizade selada também por dois modos diferentes de enfrentar a incapacidade. Para Pierluigi, o estar preso a uma cadeira de rodas, devido a um acidente ocorrido durante a sua juventude. 

Para Susanna, uma síndrome neurológica que a confinou, desde os primeiros anos de vida, a uma dimensão de fragilidade e solidão. 

Um livro que fala da adolescência, do direito à diferença, do amor, da alma, do mistério da vida e da morte, e do sentido profundo da nossa existência.

 O teu olhar ilumina o mundo


domingo, 10 de fevereiro de 2019

Retratos da Precariedade - Renato Miguel do Carmo e Ana Rita Matias


O TRABALHO PRECÁRIO EM PORTUGAL - Um fenómeno quase invisível, reflexo de um mal-estar social e com consequências devastadoras.

O Brexit em Inglaterra, a eleição de Donald Trump e de Jair Bolsonaro, a ascensão da extrema-direita em vários países da Europa: tudo isto são sintomas de um enorme mal-estar social. Neste contexto de esvaziamento de aspirações e expectativas em relação ao futuro, há um fenómeno devastador em crescimento no mercado de trabalho europeu e português, que continua a ser «invisível»: a precariedade laboral.

Este livro, que conta com o testemunho de 24 jovens portugueses, olha para um dos grupos mais afectados pela crise económica-financeira, procurando aferir o verdadeiro impacto da banalização do trabalho precário. Muitos jovens enfrentam hoje situações de estágios não-remunerados, bolsas de investigação consecutivas, contratos a termo, recibos verdes e outros, muitas vezes durante vários anos, mergulhando num ciclo de incerteza que não compromete apenas o seu presente - rouba-lhes a possibilidade de traçarem projectos de vida e tem consequências sociais para todos nós.

 Retratos de precariedade


sábado, 9 de fevereiro de 2019

Os Falcões do Biafra - Fernando Cavaleiro Ângelo


A história de como Salazar, resolutamente e com grande secretismo, apoiou os independentistas do Biafra na sangrenta Guerra Civil da Nigéria (1967-1970). Das razões da comunidade internacional se ter dividido entre o apoio ao governo nigeriano dado pelos ingleses (ex-colonizadores), americanos e soviéticos, e o apoio à causa biafrense prestado pelos portugueses, franceses e pelo Vaticano. 

Da bravura de um grupo de aviadores portugueses - os Falcões do Biafra -, que cruzou o céu africano para entregar ao povo biafrense cercado alimentos e medicamentos, armas e munições. E de como a PIDE o seguiu à distância e registou as suas movimentações em Lisboa, Faro, Bissau e São Tomé e Príncipe.

 Os falcões do Biafra


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Angola: As Ricas-Donas - Isabel Valadão


Desde o século XVII, três constantes marcaram a história de Loanda: o tráfico transatlântico da escravatura, a deportação ou degredo de criminosos para Angola e a superioridade das famílias crioulas, ou lusodescendentes, às quais pertenciam as Ricas-Donas, e que eram praticamente as únicas detentoras daquele monopólio do tráfico de escravos. 

As histórias destas mulheres entretecem-se com a história da cidade de Loanda e aqui desembocam neste romance que reinventa situações e acontecimentos que se convertem naquilo que teriam sido as suas vidas.

 Angola


quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

O Café de Lenine - Nuno Júdice

Neste O Café de Lenine tudo é possível: uma solução ecológica para evitar o fim da imprensa em papel, a reabilitação das baratas a partir de um almoço com Arrabal, a descida ao último círculo do Inferno numa mina de cobre do Chile, onde Lúcifer espera por um subsídio de reintegração social, uma noite com Emma Bovary num quarto do Luxemburgo, Rousseau apontado como exemplo numa conversa entre Guerra Junqueiro e Lenine num café de Berna, a procura infrutífera de combates no campo de Waterloo atrás de Fabrice del Dongo, fugido da Cartuxa de Parma de Stendhal. 

Uma obra fora do comum que, atravessando várias épocas, rouba personagens a grandes clássicos da literatura, e combina ficção, crónica, memórias e reflexão. 

Um livro para todos os que gostam de ficção em torno de livros e da literatura. 

Texto muito engenhoso e imaginativo, entre o biográfico e o ficcional onde o narrador-autor reflecte sobre a criação literária e algumas das questões que os escritores se colocam.

 Nuno Júdice


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Uma Década de África - Fátima Moura Roque

Nesta obra, são alvo de análise os diversos aspectos do actual puzzle geopolítico, económico e social do continente africano, nomeadamente: a criação e desenvolvimento de instituições eficazes e transparentes, o investimento na educação, a renovação de estruturas de diversificação da economia, os dilemas da industrialização e a imperiosa necessidade de dar e ouvir a voz da sociedade civil.

 Fátima Moura Roque


terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Miguelistas e Liberais - Ron B. Thomson

Miguelistas e Liberais analisa a crise política e económica que se iniciou com a Guerra Peninsular e a fuga da corte para o Brasil e que foi agravada pela revolução de 1820 e pela redação da primeira Constituição portuguesa. Seguiu-se a contrarrevolução, a reivindicação do trono por D. Pedro (imperador do Brasil) em favor da filha, D. Maria da Glória, e a contestação desta por parte do seu irmão, D. Miguel, o Usurpador, que precipitou a chamada Guerra dos Dois Irmãos e que culminou no exílio de D. Miguel. A Concessão de Évora Monte marcou o fim da Guerra Civil, mas não trouxe a desejada estabilidade porque as reformas liberais, apoiadas apenas por uma pequena elite urbana, pouco impacto tiveram na sociedade portuguesa, maioritariamente agrária, que se manteve imune quer a pressões internas, quer às influências externas.

Em Miguelistas e Liberais, Ron B. Thomson demonstra que o liberalismo em Portugal foi um fenómeno urbano, de elite, esclarece as razões para o seu fracasso e explica como foi possível aos liberais ganharem a guerra mas perderem o povo.

 Ron B. Thomson


segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Miúda, Deixa-te de M*rdas - Rachel Hollis

Alguma vez acreditaste que não és suficientemente boa? Que não és suficientemente magra? Que não és digna de ser amada? Que és uma má mãe? Tudo mentiras." 

Este livro é sobre mentiras. Não daquelas que dizemos umas às outras, mas sim das que contamos a nós próprias. Rachel Hollis, 35 anos, mãe de quatro filhos, contou-as todas: Não sou suficientemente boa. Sou má na cama. Não sei como ser mãe. 

Hoje, a fundadora do site de lifestyle TheChicSite.com e CCO da sua própria empresa, sabe que se andou a enganar durante anos. E percebeu pela reação de milhões de fãs que não estava sozinha. A sua presença online, onde admite corajosamente as suas inseguranças, teve um eco profundo em mulheres de todo o mundo. 

A pensar nelas, decidiu escrever um livro com vinte capítulos, um para cada uma das falsas crenças que teve de ultrapassar. Justifica cada mentira com histórias suas, desde a sua primeira maratona ao vestido que levou à noite dos Óscares, para mostrar como aprendeu a olhar para si mesma e a aceitar-se. Em tudo, sim, até naquelas estrias na barriga que conquistou a cada filho nascido - e que exibe sem medo no seu Instagram. 

E, no final de cada mentira , resume as técnicas e estratagemas que usou para seguir em frente. Afinal ela é igual a todas as outras mulheres. Apenas aprendeu que uma mentira não pode ficar sem resposta. E as respostas, minhas amigas, estão todas aqui: 
Miúda Deixa-te de M*rdas

 Rachel Hollis


domingo, 3 de fevereiro de 2019

O Fazedor de Cercas - Floro Freitas de Andrade

O Fazedor de Cercas leva-nos numa viagem à Antiga China, a um tempo de há três ou quatro mil anos. Só alguns séculos depois nasceria Lao-Tsé. Mas os Homens Antigos já conheciam o Tao e sabiam vivê-lo.
Em dias tão distantes, não éramos diferentes. As nossas necessidades básicas eram as de hoje e os mais angustiantes problemas existenciais pediam soluções - como agora. Aqueles homens antigos, no entanto, haviam encontrado respostas originalíssimas às mais intrigantes perguntas. E vivenciavam-nas. Acaso seria possível chegar-lhes, chegar lá, onde parecem isolados, num Tempo inacessível? Até onde nos pode levar a imaginação? E quem a leva?

Os Homens Antigos estão lá, à nossa espera. Apesar das dificuldades, não é tão grande nem «concreta» a escorregadia distância que nos separa deles. Afinal, o Tempo foi sempre uma ilusão de ir, tanto assim que se condensa e concretiza, inteiro, em cada aqui e agora.

É normal, portanto, que seja possível chegar lá. A nossa imaginação é a mesma daqueles tempos. E igualmente denso (como outrora) permanece o mistério que a leva. Talvez seja útil alguma orientação nessa não-estrada, quem sabe um mapa em branco... ou uma bússola, contanto que não indique direção alguma, mas apenas possibilidades. Talvez este livro sirva de orientação e torne mais fácil e segura a nossa viagem ao encontro dos Homens Antigos.

«De tempos a tempos, surge um livro que muda para sempre a vida de quem o lê… Este é um desses livros!»

 Floro Freitas de Andrade


sábado, 2 de fevereiro de 2019

O Susto - Agustina Bessa-Luís

«Uma das obras mais notáveis de Agustina Bessa-Luís, o Susto é um roman à clef, um romance cujas personagens são modeladas em pessoas reais. o protagonista, José Midões, é o poeta Teixeira de Pascoaes. Agustina Bessa-Luís descreve-o como uma figura excepcional, acima de todos os contemporâneos, e não esconde o fascínio que Pascoaes lhe inspira. (...) Se todos os livros têm o seu destino, o deste romance é duplo. a sua recepção por leitores e pares, e as consequências dessa acidentada recepção, tiveram efeitos consideráveis na carreira da autora, que merecem ser descritos. Quanto ao romance em si mesmo, a descrição que nele é feita da relação entre Teixeira de Pascoaes e Fernando Pessoa, crucial para ambos, em particular para o segundo, que aparece no romance como personagem nada fugaz (Álvaro Carmo), parece ter passado inapercebida pela generalidade da crítica, não obstante ser a mais arguta análise dessa relação alguma vez publicada.»
[Do Prefácio de António Feijó]

 Agustina Bessa-Luís


sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Páginas Esquecidas - Agostinho da Silva


«Procurando fornecer ao maior número possível de pessoas os conhecimentos bastantes, "uma informação quanto possível certa e objetiva sobre o que no mundo significa progresso", publicou Agostinho entre 1938 e 1947, em 125 cadernos, num total de cerca de três mil páginas, uma síntese do saber humano. Nascidos sob o desígnio de abranger o maior número possível de áreas do saber, estabelecendo, de forma sólida, os alicerces de uma cultura geral, os Cadernos de Agostinho contribuíram em grande escala para a formação integral dos jovens e adultos de todas as classes sociais, em suma, da massa geral da nação.» 
(Do Prefácio de Helena Briosa e Mota)

 Agostinho da Silva


SUGESTÃO

Inferno de Dan Brown

A Sinfonia dos Animais - Dan Brown

O Rato Maestro está a preparar uma grandiosa surpresa sinfónica! Consegues descobrir o que anda ele a planear? Procura as pistas que ...