terça-feira, 21 de janeiro de 2020

As Grandes Batalhas Navais - José Varandas

«Com o nascer do sol nas suas costas, a galera de Artemísia plana sobre as águas tranquilas do Mediterrâneo. O silêncio do alvorecer é cortado pelo aviso agudo de um vigia. Os olhos da rainha deslocam-se no sentido dos braços que apontam para ocidente e veem, no limite do horizonte, uma trirreme solitária que avança, destemida, afastando-se da linha da frota grega e parecendo ignorar o perigo. Parece uma presa fácil. Artemísia comanda as melhores galeras de guerra da frota do poderoso imperador persa, Xerxes, o “grande rei”, e as suas naves formam a esquadra avançada de uma gigantesca frota que transporta uma não menos formidável força invasora, disposta a derrotar de uma vez por todas as cidades-estado gregas.» (…) (in Capítulo 4)

Apesar da superioridade de meios e homens do exército persa que havia delineado um plano brutal que iria esmagar a resistência helénica, no ano de 480 a.C. a batalha de Salamina transformou-se numa armadilha onde o tamanho da força persa, a sua desproporção massiva e a sua frágil capacidade de comando, se voltou contra si própria dando uma vitória heroica e inolvidável aos resistentes gregos. Esta batalha é apenas um dos muitos recontros navais que tiveram lugar no Mundo Antigo e que marcaram a história marítima ao delinearam estratégias e técnicas essenciais para o desenvolvimento da guerra no mar. O historiador José Varandas, especialista em História Marítima, explica-nos detalhadamente, numa escrita viva e fluída e recorrendo a mapas e esquemas táticos, como se desenrolaram as principais batalhas navais que decorreram no Mundo Antigo, da batalha do Delta, em 1175 a.C., até à do Ácio, em 31 a.C., passando por outras como a de Artemísio, de Salamina, das ilhas Arginusas, das ilhas Égatas e do rio Ebro. Para além da descrição das batalhas na sua vertente bélica e humana, é-nos ainda dada a conhecer como se fazia a guerra no mar: que tipo de navios eram usados, quais os modelos táticos, o armamento naval, as máquinas de guerra ou como se organizavam as tripulações.

 José Varandas


Sem comentários:

Enviar um comentário

SUGESTÃO

Inferno de Dan Brown

Estamos Grávidos! E Agora? - Carmen Ferreira

A gravidez, o parto e os meses que se seguem são momentos intensos, repletos de mudanças que se sucedem a um ritmo alucinante. As dúvidas i...