segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Histórias do Meu Tempo - Camilo Castelo Branco

«Nesta antologia recuperei de uma dispersão por jornais e livros alguns dos textos de ficção de Camilo Castelo Branco que se me afiguraram mais representativos entre os que ele escreveu e publicou desde o início dos anos 50 a finais dos anos 80 do século XIX. Daí me tenha servido para título de uma obra pensada pelo autor, mas nunca escrita. Histórias do Meu Tempo é título encontrado numa carta de Camilo ao seu amigo Vieira de Castro, chegando mesmo a dizer-lhe que figurava entre os seus últimos trabalhos que estavam "a gemer na estampa", destinados a um editor lisboeta.

Folheando esta obra, sentimos logo estarmos ante um fantástico álbum videográfico dominado pelos tons a sépia das imagens de uma sociedade que mais ninguém conseguiu amostrar como o autor de Amor de Perdição. Ler as ficções que conformam Histórias do Meu Tempo é uma lição de escrita que compreende uma seleção de páginas entre milhares que saíram da banca de trabalho de um dos mais fecundos escritores da nossa Literatura.»

Conteúdo da obra

• Uma Praga Rogada nas Escadas da Forca
• A Formosa das Violetas
• Vingança Dum Rinoceronte de Amor
• Uma Viscondessa Que não Era
• Mil por Um
• Gracejos Que Matam
• Dois Santos não Beatificados em Roma
• O Comendador
• Um Parente de Cinquenta e Três Monarcas
• Maria Moisés
• A Mulher da Azinhaga
• O Degredado
• Dois Corações Guisados
• A Viúva do Enforcado
• O Livro V da Ordenação, Título 22
• Aquela Casa Triste
• Que Segredos São Estes?
• O Senhor Ministro
• O Filósofo de Trapeira
• O Cofre do Capitão-Mor
• Quarto dos Doze Casamentos Felizes

 Camilo Castelo Branco


Sem comentários:

Enviar um comentário

SUGESTÃO

Inferno de Dan Brown

O Poder Mágico do Jejum - Yoshinori Nagumo

Quantas vezes já comeu hoje? Se a resposta é mais do que uma, espante-se: está a comer demais! O Dr. Yoshinori Nagumo revela, no seu best-s...